Buscar
  • varadainfancia

Fábrica de Oportunidades promove direitos de adolescentes e jovens.


No dia 25 de abril, no auditório do SENAC de União da Vitória, o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da cidade promoveu o lançamento oficial do programa “Fábrica de Oportunidades”. O programa reúne subprojetos e ações voltados para a promoção dos direitos dos adolescentes e jovens, como acesso aos serviços culturais, esportivos e educacionais, inclusão digital, e inserção no mundo do trabalho por meio da ação Aprendizagem – Jovem Aprendiz. O evento teve como objetivo principal potencializar o Programa de Aprendizagem Profissional junto ao meio empresarial local.

O Juiz de Direito Carlos Eduardo Mattioli Kockanny apresentou o programa aos participantes com o intuito de conscientizar empresários e instituições a respeito da importância da contratação de adolescentes e jovens pelo Programa de Aprendizagem. A inclusão de jovens em situação de vulnerabilidade é uma alternativa de inserção social e de promoção da autonomia e do protagonismo juvenil, uma vez que o Programa de Aprendizagem está vinculado à matrícula, à frequência e ao bom desempenho escolar, colocando, assim, a Educação como ferramenta para a transformação social.

Em seguida, a Desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR) e gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem (PCTIR), Rosemarie Diedrichs Pimpão, enfatizou: "É preciso que as empresas utilizem a ferramenta da aprendizagem para combater o trabalho infantil, exercitando a sua responsabilidade social, porque, afinal, estamos tratando do futuro dos nossos jovens e adolescentes, cumprindo o artigo 227 da nossa Constituição que confere prioridade absoluta à proteção da criança, adolescente e jovem.”

Na sequência, o auditor fiscal do Trabalho e Coordenador do Projeto de Inserção de Aprendizes da Superintendência Regional do Trabalho do Estado do Paraná, Doutor Rui Alberto Ecke Tavares, abordou aspectos diversos sobre a Lei da Aprendizagem e, também, sobre o processo de inserção de aprendizes no mercado de trabalho e execução do contrato.

O Juiz Carlos Mattioli comemorou o sucesso do evento: “A repercussão foi muito positiva. Já no dia seguinte, um empresário local procurou o Cejusc para a contratação de uma vaga de aprendizagem. Nossa equipe encaminhou dois candidatos - uma adolescente e um jovem, com o perfil solicitado - para entrevistas e análise, o que ocorreu no próprio Fórum, sendo que, para a nossa surpresa, ambos foram selecionados para início imediato.”

Participações

A cerimônia contou com a participação da Juíza de Direito Noeli Reback representando o Conselho de Supervisão e Coordenadoria dos Juízos da Infância e da Juventude (CONSIJ-CIJ/PR), que coordena, na Comarca de Ponta Grossa, o projeto Jovem Cidadão no Mercado de Trabalho, que dará suporte à Comarca de União da Vitória.

Também se fizeram presentes as demais instituições parceiras do Programa: Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial de União da Vitória (SENAC), Centro Integração Empresa-Escola do Paraná - União da Vitória (CIEE), Associação Comercial e Empresarial de União da Vitória (ACEUV), Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL) de União da Vitória e Porto União, Prefeitura Municipal de União da Vitória e Núcleo Regional de Educação de União da Vitória (NRE).

Atendimentos aos interessados

Nos próximos dias, o Cejusc promoverá ampla campanha para esclarecer adolescentes, jovens e empresários interessados sobre o funcionamento do programa “Fábrica de Oportunidades”.

Empresários interessados em contratar jovens aprendizes podem procurar o setor de Pedagogia do Cejusc, pessoalmente, de segunda à sexta-feira, das 14h às 17h, ou por meio dos telefones (42) 3523 8859 e (42) 3523 8460, ramal 8031.

22 visualizações
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social